Sep 12, 2012

Vida dura

Eliseu Visconti (1866-1892). “Uma rua da favela” (1890) (Reprodução)

A crise econômica da Europa está tendo um efeito devastador no futebol de vários países que estão quebrados.

Exceto alguns times da Inglaterra (dominados por investidores russos e árabes), o Paris Saint German (coberto por petrodólares) e um ou outro do Leste Europeu, tudo mais vive uma crise de dar piedade.

Embora disfarcem bem, os times da Espanha são os mais afetados pela crise.
Tradicionalmente, viviam de dinheiro barato dos bancos de lá e de ajuda do Governo. Os dois estão no chão. Bancos estão sendo socorrido por alemães, enquanto o Governo local não consegue dinheiro nem para pagar merenda escolar. A crise do Crisitano Ronaldo é exemplo desta dificuldade. Em outra época, o Real Madrid iria a um banco qualquer e levantaria tudo o que se afirma que a “estrela” quer. Hoje, os Clubes de lá não tem mais a mão amiga, ou melhor, a “grana amiga” que permitia qualquer loucura. No dia de ontem, a Catalunia promoveu uma grande manifestação por sua independência e pelo orgulho dos catalães. Isso é só fumaça.
A verdade é que o grandes Estados da Espanha estão quebradinhos, como todos os outros,  e gritam qualquer coisa.

Na Itália, os grandes Clubes começaram o campeonato sem qualquer contratação bombástica.
O Milan disse que contrataria Kaká, escanteado no Real Madrid, mas depois desconversou. Todos os Clubes começam a temporada com equipes modestas, sem negociações capazes de assustar o tesouro.

Portugal, Grécia, Turquia etc. nem contam, porque nunca foram grande coisa.
A Alemanha vive com o que pode e controla as finanças de seus times impedindo qualquer salto à loucura.

No Brasil, a situação é melhor por vários motivos.
Primeiro, porque nunca fomos um país de compradores de jogadores. O segundo motivo, que garante relativa estabilidade aos Clubes, é o contrato com a TV. A entrada da Rede Record na briga por direitos de transmissão (e o fim da cláusula de preferência) motivou a TV Globo a encontrar mais recursos para bancar o futebol.
É esta grana que permite um Campeonato nos termos em que se encontra.

O grande Clube que não se equilibrar com recursos deste contrato de TV, nunca mais sairá do vermelho!
E poderá chorar à vontade.

Fala, Mestre

“Dentro de campo, nunca vi tanto jogador de baixa qualidade técnica vestindo a camisa de times grandes”, diz Paulo Cézar Caju, em seu artigo de ontem, 11/9, no Jornal da Tarde.
Ele está certo.
Estamos diante da pior safra de “craques” do futebol brasileiro desde 1954.

8 Comments

  • Agora entendi porque (e de que forma) o Paris Saint German contratou o lucas.

  • A melhor parte do que ele disse foi a que alem de só termos pernas de pau no futebol atual, ainda temos que aturar comentaristas de internet que nunca nem sequer chutaram uma laranja na vida… há, e é claro, citou o pvc como um destes… isto foi impagável!!!!

  • vale publicar também o parágrafo final da citada coluna do paulo cézar caju: “Por fim, ainda temos de aturar os analistas de computador, comentaristas que nunca chutaram uma laranja e “resolvem” todos os problemas com uma arrogância irritante. PVC, PCV, Bertozzi, Calçade, Loffredo, Lino… Haja controle remoto…”

  • É que o ‘negócio’ Futebol, tem crescido tanto no mundo todo, que a falta de ‘matéria prima’ nos obriga a pagar pelo que estiver disponível no mercado…

  • Muito embora concorde com o Paulo Cesar Cajú, ve-lo falando da arrogância alheia é no minimo engraçado. Embora bom de bola, ficou longe, mas muuuuito longe de Gerson, Riva, Pedro Rocha e Ademir da Guia, mas acredita ter jogado mais todos eles. Quando lembro que chegamos a fazer pedágio ou campanha para arrecadar dinheiro para contratá-lo chega a dar urticária. Ele mais que todos os outros, somados, e um mala sem alça.

  • Pois é… a lavanderia na europa rola solta. Como tem dinheiro de origem duvidosa nesse meio. :)

  • Com relação ao jogo de ontem, uma pena ter empatado com a Ponte. Precisamos ganhar do Palmeiras, para sair dessa posição ameaçadora. abraço a todos, estou em viagem, possivelmente volto a escrever comentários na próxima segunda-feira.

  • Considerando-se tudo o que tenho lido sobre a ‘licitude’ do dinheiro que movimenta o Futebol no mundo, a coisa é brava…

    É um lodaçal !

    Portanto, quem quiser ser Campeão, tem que tirar o ‘terno branco’ e entrar na farra…

    Protegendo ‘algumas partes’, é claro !

    Não tem espaço para ‘coxinhas’ !

    Quem não tiver estomago, precisa fazer outra coisa na vida.

Leave a comment